Ginecologista em Santo Amaro: por que inchamos na gravidez

 

A gravidez provoca uma série de mudanças no organismo da mulher e mês a mês o corpo vai se adaptando para acomodar o bebê. E nesse período não é apenas a sua barriga que vai aumentando, as mamas se estendem e também surgem os inchaços.

O inchaço na gravidez é algo muito comum e atinge a maior parte das gestantes. Portanto, é completamente normal ficar inchada nesse período por causa do aumento de líquidos corporais durante a gestação.

Esse inchaço pode causar preocupação quando ocorre logo no começo da gestação e sem motivo aparente. Aí, sim, temos um sinal de alerta e o médico pode solicitar exames de sangue, testes físicos, aferição de pressão e até ultrassonografia para investigar se existe algum problema.

O inchaço na gravidez é muito comum e atinge cerca de 75% das grávidas. Normalmente, o inchaço surge nos tornozelos, mãos e dedos. Por isso, os anéis e sandálias ficam apertados ou não fecham mais direito.

O inchaço no final da gravidez ocorre porque o útero comprime as veias abdominais o que resulta numa retenção de líquidos nos membros inferiores que acabam inchando.

Ginecologista em Santo Amaro

No geral, o inchaço costuma aparecer mais no fim do dia, após a mulher ficar muito tempo em pé ou sentada. Uma boa dica para enfrentar o problema é elevar as pernas durante a noite usando travesseiros se estiver deitada na cama. Isso ajuda o retorno do sangue e o sistema circulatório funciona melhor.

Você pode usar meia elástica, seguindo orientação médica. Vale ainda investir em sessões de drenagem linfática, atividade física leve. A ingestão de muito líquido e uma alimentação leve e balanceada, evitando-se o sódio também vai ajudar a combater esse inchaço.
Evite roupas apertadas, saltos, não cruze as pernas quando estiver sentada, pois sentirá câimbras e formigamentos e sempre que possível, eleve os pés.

Mas você deve prestar atenção quando o inchaço for mais intenso e vir seguido de dor, formigamento e limitação de movimentos dos dedos e dor na nuca. Nesse caso, é melhor procurar o atendimento do ginecologista/obstetra para verificar se há outras causas para o surgimento desse inchaço.