Médico em Santo Amaro: cuidado com as viroses

 

Entendendo as viroses

Dentre os sintomas das viroses, estão enjoo, vômito, cansaço e corpo mole, os casos de virose aumentam durante o verão, época em que o risco de consumo de alimentos contaminados é maior devido ao clima quente e úmido que facilita o desenvolvimento de bactérias.

Geralmente são causadas por meio de ingestão de alimentos contaminados e mal condicionados que facilitam o crescimento de bactérias.

Existem dois tipos de virose: a respiratória e a gastrointestinal. A segunda é a mais comum no verão e é causada principalmente pelo consumo de alimentos estragados ou contaminados.
Isso ocorre porque neste período os alimentos perecem mais rápido por causa do calor e a umidade. Além disso, as pessoas também têm maior contato com água contaminada em piscinas e no mar.

No Brasil, como clima é tropical e costuma haver calor mesmo em períodos como outono e inverno, os casos de virose ocorrem o ano todo, mas no verão eles aumentam ainda mais.

Viroses respiratórias

Na virose respiratória, os sintomas incluem febre, tosse, coriza (nariz escorrendo) e dor de garganta. Em alguns casos o quadro pode ter complicações e levar a pneumonia, a sinusite ou a intensificar uma doença que a pessoa já tenha, como asma.

Já as gastrointestinais têm sintomas como diarreia, náusea, vômito e febre. Nestes casos, a pessoa pode ficar desidratada.

As viroses são autolimitadas, ou seja, podem desaparecer espontaneamente. A respiratória pode durar até sete dias. A gastrointestinal varia de 48h a 72h. Geralmente, o tratamento inclui medicamentos para aliviar os sintomas.

Médico em Santo Amaro: cuidado com as viroses

 

Entendendo as viroses

Dentre os sintomas das viroses, estão enjoo, vômito, cansaço e corpo mole, os casos de virose aumentam durante o verão, época em que o risco de consumo de alimentos contaminados é maior devido ao clima quente e úmido que facilita o desenvolvimento de bactérias.

Geralmente são causadas por meio de ingestão de alimentos contaminados e mal condicionados que facilitam o crescimento de bactérias.

Existem dois tipos de virose: a respiratória e a gastrointestinal. A segunda é a mais comum no verão e é causada principalmente pelo consumo de alimentos estragados ou contaminados.
Isso ocorre porque neste período os alimentos perecem mais rápido por causa do calor e a umidade. Além disso, as pessoas também têm maior contato com água contaminada em piscinas e no mar.

No Brasil, como clima é tropical e costuma haver calor mesmo em períodos como outono e inverno, os casos de virose ocorrem o ano todo, mas no verão eles aumentam ainda mais.

Viroses respiratórias

Na virose respiratória, os sintomas incluem febre, tosse, coriza (nariz escorrendo) e dor de garganta. Em alguns casos o quadro pode ter complicações e levar a pneumonia, a sinusite ou a intensificar uma doença que a pessoa já tenha, como asma.

Já as gastrointestinais têm sintomas como diarreia, náusea, vômito e febre. Nestes casos, a pessoa pode ficar desidratada.

As viroses são autolimitadas, ou seja, podem desaparecer espontaneamente. A respiratória pode durar até sete dias. A gastrointestinal varia de 48h a 72h. Geralmente, o tratamento inclui medicamentos para aliviar os sintomas.