Cardiologista em Santo Amaro: quando uma dor no peito é um risco

 

Porém, a dor no peito também pode ser originada de distúrbios psiquiátricos e doenças no estômago (até gases), esôfago, pulmão e na caixa torácica (músculos e esqueletos).

Doenças cardiovasculares

Quando associada a problemas cardiovasculares, as dores no peito ocorrem no lado esquerdo e estão ligadas a condições como o infarto.

No infarto, essa dor é constante e se espalha pelo braço esquerdo, pescoço e mandíbula, durante mais de 20 minutos. Geralmente é acompanhado por dormência nos membros do lado esquerdo, enjoo, sudorese, dificuldade em respirar e vômitos.

Pode ser sinal ainda de outras condições como arritmia (quando o coração bate em ritmo descompassado), costocondrite (inflamação da cartilagem que conecta uma costela ao osso esterno), angina (causada pela redução de sangue no coração).

Outras causas

As dores no peito também podem estar associadas a outras condições como doenças pulmonares que causam dor no indivíduo ao respirar.

Também pode ser fruto de condições psicologista e estar relacionada a crises de ansiedade, ataques de pânico, tontura, inquietação e dificuldade de respirar. Esses sintomas podem ser confundidos com infarto.

Condições estomacais também podem dar a sensação de dor no peito.

Quando procurar ajuda

Em todos os casos deve-se procurar por ajuda médica, pois só o profissional de saúde, diante dos sintomas, poderá determinar a causa da dor.

No caso, do infarto, recomenda-se ainda observar bem os sintomas. A orientação é que se procure por ajuda médica ou vá até o hospital quando a dor se prolongar por mais de 20 minutos ou estar associada a outros sintomas, como tonturas, suores frios, dificuldade de respirar e dor de cabeça. Dependendo da causa, a doença pode evoluir e piorar o estado de dor no peito ou levar ao óbito.

Cardiologista em Santo Amaro: quando uma dor no peito é um risco

 

Porém, a dor no peito também pode ser originada de distúrbios psiquiátricos e doenças no estômago (até gases), esôfago, pulmão e na caixa torácica (músculos e esqueletos).

Doenças cardiovasculares

Quando associada a problemas cardiovasculares, as dores no peito ocorrem no lado esquerdo e estão ligadas a condições como o infarto.

No infarto, essa dor é constante e se espalha pelo braço esquerdo, pescoço e mandíbula, durante mais de 20 minutos. Geralmente é acompanhado por dormência nos membros do lado esquerdo, enjoo, sudorese, dificuldade em respirar e vômitos.

Pode ser sinal ainda de outras condições como arritmia (quando o coração bate em ritmo descompassado), costocondrite (inflamação da cartilagem que conecta uma costela ao osso esterno), angina (causada pela redução de sangue no coração).

Outras causas

As dores no peito também podem estar associadas a outras condições como doenças pulmonares que causam dor no indivíduo ao respirar.

Também pode ser fruto de condições psicologista e estar relacionada a crises de ansiedade, ataques de pânico, tontura, inquietação e dificuldade de respirar. Esses sintomas podem ser confundidos com infarto.

Condições estomacais também podem dar a sensação de dor no peito.

Quando procurar ajuda

Em todos os casos deve-se procurar por ajuda médica, pois só o profissional de saúde, diante dos sintomas, poderá determinar a causa da dor.

No caso, do infarto, recomenda-se ainda observar bem os sintomas. A orientação é que se procure por ajuda médica ou vá até o hospital quando a dor se prolongar por mais de 20 minutos ou estar associada a outros sintomas, como tonturas, suores frios, dificuldade de respirar e dor de cabeça. Dependendo da causa, a doença pode evoluir e piorar o estado de dor no peito ou levar ao óbito.