Brasil tem 57 mil novos caso de câncer de mama ao ano, diz Inca

 

De acordo com o Inca, o câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação de células anormais da mama, que formam um tumor. Há vários tipos de câncer de mama. Alguns tipos têm desenvolvimento rápido enquanto outros são mais lentos.

Tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma, o câncer de mama responde por cerca de 25% dos casos novos a cada ano.

Especificamente no Brasil, esse percentual é um pouco mais elevado e chega a 28,1%. Sem considerar os tumores de pele não melanoma, esse tipo de câncer é o mais frequente nas mulheres das Regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste.

Existe tratamento para câncer de mama, e o Ministério da Saúde oferece atendimento por meio do Sistema Único de Saúde, o SUS.

Fator de risco

Não há uma causa específica para este tipo de câncer, mas diversos fatores de risco. A idade é um dos mais importantes deles, sendo que cerca de quatro em cada cinco casos ocorrem após os 50 anos.

Outros fatores que aumentam o risco da doença são: fatores comportamentais como obesidade, tabagismo, exposição a radiações; fatores da história reprodutiva e hormonal como menstruação, primeira gravidez após os 30 anos, não ter filhos, não ter amamentado ou ainda fatores genéticos como histórico de câncer de mama e de ovário ou outros tipos de câncer na família.

Exames

Quando detectado precocemente as chances de cura e de um tratamento menos invasivo são menores. Isso pode ser feito por meio do autoexame, no qual a mulher apalpa o próprio seio para ver se há a presença de algum nódulo ou ainda através da mamografia que é uma radiografia das mamas feita por um equipamento de raios X chamado mamógrafo, capaz de identificar alterações suspeitas.

Mulheres com risco elevado para câncer de mama devem conversar com seu médico para avaliação do risco para decidir a conduta a ser adotada.