Veja os motivos mais comuns para dor nas costas

 

As lombalgias podem ser provenientes de desvios na coluna, hérnia de disco, fibromialgia, entre outros. Veja alguns dos problemas que causam dores nas costas.

Hérnia de disco: ocorre quando parte de um disco intervertebral sai de sua posição normal e comprime as raízes nervosas que se ramificam a partir da medula espinhal e que emergem da coluna espinhal.

Esse problema é mais comum nas regiões lombar e cervical, por serem áreas mais expostas ao movimento e que suportam mais carga. O tratamento inclui fisioterapia, analgésicos e, em alguns, casos cirurgia.

Lombalgias: ocorre quando há dor na região lombar, ou seja, na região mais baixa da coluna perto da bacia. As principais causas da lombalgia são torções musculares, ocasionadas por sobrecarga excessiva, ao levantar mais peso do que a pessoa consegue na academia, por exemplo, ao carregar muito peso, empurrando armários, enfim, atividades corriqueiras que causem sobrecarga nas articulações da coluna e das vértebras. Geralmente, o tratamento é feito com analgésico e anti-inflamatório.

Escoliose: doença caracterizada por uma curvatura em “S” ou em “C” quando vista de frente ou de costas, que pode ser medida em graus. Sua causa não é bem definida, mas já se sabe que componentes do disco intervertebral, grupos musculares, além de fatores genéticos e degenerativos estão envolvidos. O problema é tratado com medicamentos e fisioterapia.

Fibromialgia: é uma síndrome comum em que a pessoa sente dores por todo o corpo durante longos períodos, com sensibilidade nas articulações, nos músculos, tendões e em outros tecidos moles. Como dói todo o corpo, as dores nas costas são muito comuns durante uma crise de fibromialgia. A doença precisa de acompanhamento médico e é tratada com antidepressivos e relaxante muscular.

Cólica renal: quem tem pedras nos rins entende bem os sintomas, uma dor aguda na região lombar. Por conta da localização dos nossos rins, quando sentimos dor oriunda deste órgão, a percepção é de que doem as costas. Ocorre de fato, uma dor lombar variável e intensa, em cólica, que pode se irradiar para flanco, abdome inferior e região genital (até vulva ou testículo) Náuseas e vômitos são comuns. Desejo aumentado de ir ao banheiro urinar, mas não expelir muita urina.