Pedras nos rins: saiba quando procurar um médico

Os cálculos renais podem ser formados por: cálcio, aparecendo geralmente entre 20 e 30 anos; por cistina, uma doença renal hereditária; por estruvita, encontradas especialmente em mulheres com infecção no trato urinário ou por ácido úrico.

São fatores de risco para a patologia o histórico familiar; o paciente com mais de 40 anos; homens; pessoas que não bebem água de acordo com a quantidade indicada para as suas características corporais; obesos; pessoas com uma dieta rica em proteína, sódio ou açúcar ou pacientes com doenças do trato digestivo.

No início as pedras não apresentam sintomas, somente quando elas começam a se movimentar o paciente sente: dor intensa na região abdominal, desconforto ao urinar, xixi com sangue, náusea e vômito, febre e calafrios, necessidade de urinar várias vezes ao dia. Em qualquer desses sinais a pessoa deve procurar avaliação médica.

O tratamento para pedras nos rins depende da manifestação dos sintomas e do tamanho do cálculo. Se a pedra for pequena o indicado é beber bastante água para ajudar a eliminá-la e tomar analgésico para diminuir a dor.

Já pedras grandes, com desconfortos importantes, precisam de ajuda para serem expelidas. Um dos procedimentos é “quebrar” a pedra por meio de fortes vibrações por ondas de choque eletrohidráulicas; retirar a pedra por meio de cirurgia ou inserir um tubo fino no canal da uretra para remover o cálculo. 

Para diagnosticar ou tratar o problema agende uma consulta na Saúde Secular. Ligue para (11) 5565 4000 ou WhatSapp (11) 94504 1500.